segunda-feira, 6 de março de 2017

Teatro inclusivo


Trupe Sentidos promove seletiva de atores surdos e ouvintes

O grupo de teatro inclusivo Trupe Sentidos, de São José dos Campos, realiza no próximo sábado, 11, das 14h às 17h, uma seletiva para novos integrantes. O processo será conduzido por profissionais da área, colaboradores da trupe, e poderão participar pessoas interessadas na área, maiores de 18 anos, surdas sinalizadas e ouvintes, sem necessidade de cursos específicos no currículo. “A área teatral é muito dinâmica e se faz necessário um compromisso de curiosidade e empenho em aprender sempre”, explica Silvana Fabrício, produtora cultural do grupo.

De acordo com a ela, os novos integrantes atuarão no palco e produção de espetáculos. “O fazer teatral engloba diversas áreas de conhecimento e diversas competências, como cenógrafo, operador de luz, de som, figurinista, atores e outros. Nosso objetivo é que, a partir das habilidades individuais, o integrante aperfeiçoe e agregue conhecimento à equipe”, reforça.

Com que roupa
Para participar da seletiva, basta vestir roupas confortáveis e ter disposição para as atividades propostas. Os candidatos serão avaliados por colaboradores da Trupe Sentidos, como Osni Antonio Henrique (ator e preparador de elenco), Silvia Soares (atriz e coordenadora cênica) e Carol Toledo (atriz). Serão avaliadas aptidões como: comunicação, iniciativa, compreensão das atividades, e habilidades sociais.

“Definidos os novos integrantes, serão realizados ensaios semanais para a integração, adaptações e alterações nos trabalhos que estão montados, como ‘Baú de Histórias’, ‘Contação de Histórias’, ‘Cachinhos Dourados’, etc”, completa Silvana. 
A seletiva será realizada na Avenida Brasil, 338, no Monte Castelo, na região central de São José dos Campos.

Teatro inclusivo
Lançada em dezembro do ano passado, a Trupe Sentidos nasceu das oficinas de criação teatral realizadas na Associação de Apoio ao Deficiente Auditivo (AADA), de São José dos Campos, com adolescentes e jovens surdos, e fez sua estreia, como companhia independente, com o espetáculo “Baú de Histórias” - montagem de contos infantis adaptados para Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). Para este ano, a proposta é atrair profissionais teatrais para oficinas com o elenco.

Para a produtora cultural Silvana Fabrício, a receptividade do público e dos colegas artistas com a trupe e sua proposta de teatro inclusivo foi bastante positiva. “O público chegava ressabiado pela novidade anunciada - um espetáculo em LIBRAS, com surdos no elenco - e saía emocionado, encantado e feliz. E pudemos vivenciar alegria do elenco em perceber a receptividade do público. Isso pra nós é fundamental”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário