quinta-feira, 17 de novembro de 2016

teatro inclusivo

“Trupe Sentidos” lança proposta de teatro inclusivo no Vale do Paraíba



Tinha tudo para ser um espetáculo teatral de fim de ano da Associação de Apoio ao Deficiente Auditivo (AADA), de São José dos Campos. Mas eles querem mais que um encerramento. Querem um teatro inclusivo, capaz de reunir em uma montagem, em uma trupe, pessoas surdas e ouvintes, que abuse das cores, sons, gestos e, claro, LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) para promover, através da arte, a tão sonhada inclusão social. Está em curso a contagem regressiva para o lançamento da Trupe Sentidos – com a estreia do espetáculo “Baú de Histórias”, em 3/12, às 19h, no Teatro Univap Urbanova, em São José dos Campos. O BlogAADA entrevista a produtora teatral Silvana Fabrício, convidada para assumir a coordenação do grupo em 2017, quando a AADA passará de incubadora à apoiadora da Trupe Sentidos. A tendência é que outros profissionais da área na região somem talentos e saberes à iniciativa.

“É através dos sentidos que experienciamos o mundo a nossa volta e construímos nossa identidade, influenciando e sendo influenciados pelo ambiente e pelas pessoas ao nosso redor. O intuito da Trupe dos Sentidos é mostrar e explorar essa experiência sem o auxílio constante da fala, que é como nós, ouvintes, estamos habituados”.

Silvana trás na bagagem dois anos de produção executiva à frente da Cia. Teatro da Cidade, de São José dos Campos, e também do Mapa Cultural Paulista, em 2014, projeto do governo do Estado de São Paulo.

Confira a entrevista completa:


BlogAADA: Como nasceu a Trupe dos Sentidos?

Silvana Fabrício: O grupo surgiu este ano a partir de uma oficina de dramatização para desenvolvimento de habilidades dos alunos da Associação de Apoio ao Deficiente Auditivo (AADA). Ao todo, são nove integrantes no elenco de “Baú de Histórias”, todos usam LIBRAS. Seis deles são surdos (Diego Bernardo, 18 anos, Gisleno Pereira, 18, Ana Beatriz Mathioli, 18, Erivan da Silva, 19, Denis da Silva, 25, e Pedro Henrique Andrade, de 17), e os demais, ouvintes (Silvia Soares Toledo, Rosinalva Mathioli e Carol Toledo).

BlogAADA: A Trupe Sentidos traz novas possibilidades de desenvolvimento para os alunos da AADA?

Silvana Fabrício: O desenvolvimento individual e coletivo através do teatro traz resultados para a vida como um todo, e essa foi a motivação principal: o desenvolvimento individual e coletivo dos alunos, fazendo com que eles alcancem os seus objetivos na vida cotidiana e descubram habilidades até então encobertas, desenvolvendo potencialidades individuais, cada um dentro do seu limite.

BlogAADA: Por que Trupe Sentidos?

Silvana Fabrício: Somos a Trupe Sentidos, pois, é através dos sentidos que experienciamos o mundo a nossa volta e construímos nossa identidade, influenciando e sendo influenciados pelo ambiente e pelas pessoas ao nosso redor. O intuito é mostrar e explorar essa experiência sem o auxílio constante da fala, que é como nós, ouvintes, estamos habituados.

BlogAADA: A peça “Baú de Histórias” representa também uma nova tendência em relação às apresentações teatrais de fim de ano da AADA...

Silvana Fabrício: As apresentações anteriores tinham um caráter informal, com a participação das famílias nas encenações. Para a apresentação deste ano foram introduzidas algumas técnicas teatrais básicas, com o intuito de expandir os conhecimentos e desenvolver as habilidades físicas, emocionais e culturais dos alunos envolvidos, respeitando o estágio em que eles se encontram e estimulando-os a alcançar estágios mais elevados.

BlogAADA: Conte um pouco sobre o espetáculo “Baú de Histórias”!

Silvana Fabrício: O espetáculo conta três histórias: “O Leão e o Ratinho”, “O Coelho e a Tartaruga” e “A Cigarra e a Formiga”. Serão encenados em LIBRAS com algumas falas e músicas gravadas. O espetáculo surgiu de um desejo da Sílvia Toledo Soares e Carol Toledo [mãe e filha, profissional e voluntária da AADA, respectivamente], em colocar em prática um projeto que estava arquivado há tempos. Elas viram a possibilidade da montagem com os alunos e, com o apoio da AADA, de mães e colaboradores, começaram os preparativos de cenário, figurino e montagem das cenas.

BlogAADA: O que o público pode esperar dessa montagem de estreia da trupe?

Silvana Fabrício: Um espetáculo sensível, delicado e bem-humorado que nos transporta ao mundo infantil e imaginário com um toque de mágica e encantamento. Com atores ouvintes e não ouvintes, através da música e da LIBRAS, vamos passear entre as histórias “O Leão e o Ratinho” , “O Coelho e a Tartaruga” e “A Cigarra e a Formiga”, na companhia de “Risadinha” e “Simpatia”. Um momento especial para ser experimentado por todos de todas as idades.

*****


Trupe Sentidos apresenta “Baú de Histórias”

 - Dia 3/12, às 19h, Teatro Univap – Avenida Shishima Hifumi, 2911, Urbanova – São José dos Campos. Ingressos: R$10. Pontos de venda:

- Dia 12/12, às 19h, Teatro Instituto São José – Rua Presidente Wenceslau Bras, 161, Jardim Esplanada. Ingressos: R$10. Pontos de venda:

Mais informações: (12)3943-4729.

Ficha Técnica

“Baú de Histórias”
Concepção e montagem: Silvia Soares e Carol Toledo
Coordenação cênica: Silvia Soares
Produção executiva: Jussara Pellini Alvarenga
Preparação de elenco: Osni Antonio Henrique
Cenário, figurinos e operação de som: Natalia Toledo
Apoio de arte: Silvana Fabrício, Aurineia Figueiredo, Renata Veneziani, Adriana Gomes e Suely Tagawa.
Realização: AADA e Trupe Sentidos
Atores surdos: Diego Bernardo, Gisleno Pereira, Ana Beatriz Mathioli, Erivan da Silva, Denis da Silva e Pedro Henrique Andrade
Atores ouvintes: Silvia Soares Toledo, Rosinalva Mathioli e Carol Toledo





Nenhum comentário:

Postar um comentário