segunda-feira, 8 de agosto de 2016

A AADA é minha, é sua, é de quem acredita

Tem fono, tem LIBRAS... fuxico, tem também





Você sabia que a Associação de Apoio ao Deficiente (AADA) atende a cerca de 70 famílias de todo o Vale do Paraíba e conta com uma equipe multidisciplinar? O público-alvo é composto por pessoas com diversos graus de surdez, de perda leve à profunda, principalmente crianças e jovens, entre eles usuários de implante coclear e de LIBRAS, e também familiares. O ambiente favorece o aprendizado, a troca de experiências e fortalecimento dos laços familiares.



Monitores, como Diego Bernardo, comandam as atividades de forma interativa e divertida no Momento LIBRAS, com pais e filhos, levando os participantes a mergulharem no universo da linguagem dos sinais e a conhecerem os benefícios dela para a comunicação, educação e convívio social.


Crianças e jovens são atendidos individualmente ou em grupo por especialistas ao longo da semana. É o caso das sessões de fonoaudiologia com a profissional Raquel Dário, cuja finalidade é desenvolver as habilidades auditivas e de comunicação oral com os atendidos.


No reforço pedagógico, com a pedagoga Sílvia Toledo, as crianças trabalham a percepção, coordenação motora, raciocínio lógico, entre outras habilidades que facilitam o aprendizado em geral, de forma lúdica e leve.


video



Na oficina de blogs, os jovens se familiarizam com o ambiente digital. O objetivo: a criação de um vocabulário de sinais personalizados e a associação dele com a língua portuguesa, por meio da linguagem jornalística.



Enquanto aguardam os filhos, as mães participam de atividades manuais, como a confecção de fuxicos. Coordenadas pela psicóloga Ariadine Diniz, as mães trocam experiências sobre a rotina com os filhos e costuram uma rede de aprendizado, informação e afeto.


A AADA retorna às atividades nesta semana. Fique por dentro das campanhas e novidades por meio da nossa fanpage (AADA - Associação de Apoio ao Deficiente Auditivo) e também pelo nosso site Participaram dessa foto-reportagem: Diego Bernardo, Júlia Vitorio, Nathalia Leite Lima, Ana Beatriz Mathioli, Evelyn Santos e Erivan da Silva. Texto e edição de imagens: Cris Lopes e Arianna Ceballos (voluntárias).



Nenhum comentário:

Postar um comentário